1 evento ao vivo

Mamma dos anos 60 inspira Dolce & Gabbana

1 mar 2015
15h14
atualizado em 2/3/2015 às 09h11
  • separator
  • comentários

Uma coleção toda dedica à "mamma" italiana, inspirada nos anos 60, com bordados com frases de amor à mãe e rabiscos infantis e sobretudo de rosas vermelhas, foi a estética apresentada neste sábado (28) pelos estilistas Dolce & Gabbana, no quarto dia da Semana da Moda de Milão.

Siga Terra Estilo no Twitter

As mães com seus filhos foram as protagonistas, posando como fundo da passarela, mas também as modelos desfilaram com seus pequenos e inclusive uma das musas do casal de desenhistas, Bianca Balti, grávida de seis meses.

Foto: Pietro D'Aprano / Getty Images

Dolce & Gabbana propuseram na primeira parte do desfile vestidos curtos típicos dos anos 60 de cores pastel azuis e rosas, alguns deles decorados com dourado e vermelho com enormes rosas.

As rosas foram o elemento em comum de toda a coleção também em seus vestidos rendados e sais esvoaçantes.

Algumas das camisas e vestidos estavam decoradas com a frase "Te amo mamãe" em francês e em italiano e acompanhados com bordados que lembravam os desenhos infantis e inocentes: casas, árvores, crianças.

Foto: Pietro D'Aprano / Getty Images

O único elemento de modernidade: os enormes fones de ouvido usados por algumas das modelos.

No final da passarela, as "mamães" de Dolce & Gabbana desfilaram com vestidos negros de todas as formas e tecidos possíveis, em uma homenagem às mulheres da Itália mais profunda na qual os desenhistas se inspiram há muito tempo.

O estilista britânico John Richmond se somou à moda "bondage" e utilizou o couro, cordões e todos os tons da cinza para a coleção de outono-inverno.

Os laços de couro foram o tema central de Richmond, que os utilizou para decorar a parte traseira de suas saias lápis e de seus vestidos, compostos com vertiginosos e eróticos sapatos de salto.

Na primeira parte do desfile, as mulheres de Richmond vestiram calças , saias curtíssimas, mas também jaquetas e camisas de pele ecológica negra.

Foto: Pietro D'Aprano / Getty Images

O desfile do britânico também abriu espaço para ternos cinzentos com zíperes e casacos curtos de corte mais clássico também em tons cinzentos.

Richmond surpreendeu com a estampa zebrada que utilizou para seus casacos, jaquetas ajustadas e ternos.

O "animal print" ficou avermelhado em alguns vestidos, acompanhados com boleros e coletes de plumas vermelhas e negras.

A segunda parte do desfile mudou de tema e as cores ficaram azuladas, os vestidos se tornaram mais fluidos e se destacaram estampas de inspiração japonesa.

O Japão inspira as blusas com mangas a forma de quimono e os bordados de flores vermelhas enchem vestidos e jaquetas.

Veja mais fotos.

Foto: Pietro D'Aprano / Getty Images

Foto: Pietro D'Aprano / Getty Images

Foto: Pietro D'Aprano / Getty Images

Foto: Pietro D'Aprano / Getty Images

Foto: Pietro D'Aprano / Getty Images

Foto: Pietro D'Aprano / Getty Images

Foto: Pietro D'Aprano / Getty Images

Foto: Pietro D'Aprano / Getty Images

Foto: Pietro D'Aprano / Getty Images

EFE   

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade