0

London Fashion Week começa com protesto seminu do Peta

Ativistas do grupo protestaram contra o uso de pele em roupas

19 fev 2016
19h03
atualizado às 19h16
  • separator
  • comentários

Depois de Nova York, é a vez de Londres mostrar as principais tendências da moda europeia e mundial. Nesta sexta-feira, dia 19, foi o primeiro dia oficial da London Fashion Week, que vai até o dia 23 deste mês. E esta edição do evento já teve um início marcante e não pelos seus desfiles, como se pode imaginar, mas sim por um protesto.

Foto: EFE

No começo da manhã desta sexta, três ativistas do grupo People for the Ethical Treatment of Pets (Peta), ONG dedicada à defesa dos direitos dos animais, fizeram um protesto contra o uso de pele em roupas e outros acessórios na Brewer Street, um dos principais pontos de encontro da Semana de Moda da cidade.

Foto: EFE

Para isso, as três garotas ficaram seminuas, vestindo apenas calcinha, sapatos, fitas isolantes para tampar os mamilos e máscaras de gás. Além disso, cada uma delas carregava um placa dizendo que "pele e tóxica".

Segundo representantes da organização, a reclamação principal do protesto é que o uso de peles de animais em qualquer tipo de vestimenta é resultado de uma grande exploração dos bichos e também de uma contaminação do meio ambiente já que, ainda de acordo com o grupo, os tratamentos feitos com pele liberam muitos produtos químicos que não são controlados de forma correta e sustentável pelas companhias e fábricas.

Os ativistas do Peta também afirmaram que um estudo recentemente divulgado pelo Bremer Umwelt Institute na Alemanha descobriu níveis altos de substâncias cancerígenas nos forros de pele de alguns casacos e jaquetas de linhas infantis.

Foto: EFE
Foto: EFE

Fonte: Ansa

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade