Moda

publicidade
26 de abril de 2012 • 08h52 • atualizado às 09h41

Sianinha e rendas se destacam no primeiro dia de desfiles em Minas

A Chouchou se inspirou na Califórnia dos anos 50
Foto: Agência FotoSite
 
Rosângela Espinossi
Direto de Belo Horizonte

Não tinha como ser diferente. No primeiro dia de desfiles de verão 2013, nesta quarta-feira (25) da 10ª edição do Minas Trend Preview, o trabalho artesanal tem destaque nas passarelas. Por um lado, a renda da alagoana Martha Medeiros, por outro, a inusitada coleção da marca Apartamento 03, feita a partir de sianinhas.

A grife mineira se inspirou nos antigos ateliês de costureiras e seus aviamentos para criar a coleção. O que se viu foi um ótimo resultado das sianinhas costuradas sobre telas transparentes, uma a uma, trançadas entre si ou transformadas em botões de flores que enfeitavam e davam volume às peças.

Essas experiências se transformaram numa apresentação coesa, com movimento delicado, evidenciando uma mulher feminina, com suas roupas secas, silhueta coluna e muita delicadeza. Calças retas, pantalonas, saias, vestidos, top cropped (tendência certa), assimetria no comprimento surgiram na passarela, primeiro em looks totalmente brancos e depois, em verde e abóbora.

Martha Medeiros abriu as apresentações do dia com peças também femininas, de linhas enxutas ou com certo volume na região da cintura até o começo do quadril (peplum ou silhueta basque). Tudo em renda em tons pastel ou preto. Claro que não precisa de mais nada, mas a estilista colocou também cristais em alguns looks, para sofisticar ainda mais a produção. Não à toa, a coleção encantou a sofisticada loja de departamento Begdorf Goodman, de Nova York.

A Chouchou encerrou a noite, com um desfile inspirado na Califórnia dos anos 50, em suas praias de surfistas, por do sol e luaus. A segunda marca da Patachou pode ter tido boa intenção, mas o resultado na passarela foi fraco. Vestidinhos justos, comprimento mullet (mais curto na frente), shortinhos, saias curtas, camisetas sobrepostas, estampas geométricas, tons suaves. Muita mistura, pouca unidade e uma modinha comum. Pena, porque a marca costuma trazer um perfume jovem mais consistente.

Acessórios
A exuberância dos colares, pulseiras e brincos de Claudia Arbex mais uma vez pode ser vista na passarela mineira. Palas e golas com muitos cristais, profusão de correntes, conchas metalizadas foram as peças principais das marcas. E que peças! São aquelas que fazem qualquer pretinho básico crescer e aparecer. Também desfilaram Rogério Lima, com suas belas bolsas de forma geométrica expandida, em cores diferentes e com volumes tridimensionais e a moda praia da Cila, de uso difícil na praia ou piscina, devido ao recortes e aplicações de cristais.

Ponto a Ponto Ideias