Paris

publicidade
07 de março de 2012 • 08h33 • atualizado em 20 de Setembro de 2012 às 14h50

Tudo brilha no desfile da Louis Vuitton

Os looks tinham um ar antiguinho, combinando com a locomotiva a vapor
Foto: AFP
 
Iesa Rodrigues
Direto de Paris

Sim, Marc Jacobs botou um trem na sala para mostrar que o brilho das pedrarias e cristais vai ofuscar as crises econômicas no inverno deste ano.

A Louis Vuitton, ícone do mercado de luxo, confirmou o que Karl Lagerfeld propôs na Chanel: roupas simples, completamente cobertas de bordados de pedras coloridas - vermelhas, douradas, azuis. Os looks tinham um ar antiguinho, combinando com a locomotiva a vapor que entrou na tenda montada em um pátio do Museu do Louvre: casacos de corte redingote, sobre saias quase longas, chapéus de copa alta, desabados, bem começo do século passado.

Ao lado de cada modelo, um carregador levava as bolsas e bagagens. Afinal, é este o forte da LV, e além das clássicas nos couros naturais e com logos, há materiais com tanto brilho de glitter quanto as roupas. Sabem que fica bonito, nas versões em preto?

O grupo LVMH, dono da marca e de várias grifes de luxo, deve ter comprado esta locomotiva. Ou outra, muito parecida, foi usada em desfile da Dior, nos anos 1990, realizado na Gare Austerlitz.

No final da apresentação, Marc Jacobs agradeceu os aplausos vestindo uma elegante saia-lápis preta.

Especial para Terra