PUBLICIDADE

Marc Jacobs anuncia saída da Louis Vuitton; relembre história e desfiles

Estilista anunciou sua saída da Louis Vuitton após o desfile na semana de moda de Paris nesta quarta-feira (2)

2 out 2013 15h51
| atualizado às 17h55
ver comentários
Publicidade

Diretor artístico da Louis Vuitton há 16 anos, o estilista americano Marc Jacobs anunciou que não renovará seu contrato com a grife. A partir de agora ele deve se concentrar em sua própria marca.

Jacobs começou a trabalhar na Louis Vuitton em 1997. A grife, que nasceu no século 19 confeccionando malas (baús) de viagem, com a chegada do criador americano, tornou-se ainda mais objeto de desejo das consumidoras do mundo todo. Marc Jacobs foi o responsável pela criação da linha de prêt-à-porter da grife, cujo monograma com as iniciais LV sempre foi um dos mais conhecidos do mundo.

As lojas da marca, como a instalada na avenida Champs- Elysées com George V, em Paris, costumam ter fila de clientes para entrar. As vitrines servem de cenário para fotos de turistas de várias partes do mundo.

Entre as inovações criadas por Marc Jacobs na tradicional grife francesa, está a coleção de 2001, para a qual convidou o artista plástico Stephen Sprouse, que produziu peças com o nome da marca grafitado. Na coleção de verão 2013 para a grife, desfilada há um ano, recriou a estampa gráfica damier, do tabuleiro de damas, a primeira que apareceu nas bolsas Louis Vuitton há mais de 100 anos. O jogo gráfico está entre as principais tendências, assim como as listras bicolores, que desfilou para a grife que leva seu nome também em 2012.

Marc Jacobs, que completou 50 anos em abril, começou a estudar moda no início dos anos 80. No fim daquela década, era responsável pelo estilo da marca americana Perry Ellis. Em 1993, colocou nas passarelas da grife a moda grunge, que vinha do estilo musical imortalizado pela banda Nirvana. A coleção foi mal recebida e custou a demissão do estilista. A moda grunge se espalhou pelo mundo, com suas roupas despojadas, largas, camisas quadriculadas.

Recentemente, ele voltou a mostrar o grunge nas passarelas para sua própria grife, à qual vai se dedicar integralmente a partir de agora com a pretensão de lançá-la na bolsa de valores americana nos próximos três anos. Essa foi a justificativa oficial de sua saída a Louis Vuitton. O estilista tem ainda sua segunda linha, a Marc by Marc Jacobs.

Ele já foi internado por conta da dependência de drogas e álcool em 2007. Recuperou-se, apresenta o corpo malhado e com mais de 30 tatuagens. Sua ligação com o Brasil é afetiva. Já foi noivo do brasileiro Lorenzo Martone e atualmente namora com o mineiro Harry Louis, ex-ator de filmes pornôs.

 

Fonte: Ponto a Ponto Ideias Ponto a Ponto Ideias
Publicidade
Publicidade