0

Alta-costura traz chinelo, fendas e transparência para 2015

Bordados e sensualidade marcaram presença nos desfiles que de alta-costura em Paris

11 jul 2014
14h51
  • separator
  • 0
  • comentários

Desta vez não teve tênis nem pochete nos desfiles de alta-costura de Paris, como mostrado em janeiro pela Chanel. As apresentações de inverno das roupas, que podem chegar a custar milhões, trouxeram, porém, chinelo de dedo (outra vez pela Chanel), vestidos de festas com bolsos e muita, mas muita transparência, além de fendas e decotes generosos. 

Foto: Francois Guillot / AFP

Os 26 desfiles do restrito grupo de marcas que fazem parte da Fédération Française de la Couture du Prêt-à-Porter des Couturiers et des Créateurs de Mode começaram no último domingo com Versace e terminaram nesta quinta-feira (10). Nas passarelas de Paris, não faltaram os ricos trabalhos artesanais que compõem as peças, dignas de tapete vermelho. Lembrando que a marca Haute Couture (alta-costura) só pode ser usada pelas grifes que a federação francesa aceita e que cumpram requisitos, como apresentar dois desfiles por ano com peças exclusivas, feitas de forma artesanal, entre outras exigências. 

Por isso, não faltam detalhes, bordados, brilhos e metros e metros de tecidos chiques e caros na maioria dos looks.

Dior, Valentino, Armani, Elie Saab e Chanel (dona de ateliês responsáveis pelos bordados, plumas e chapéus da maioria das grifes) provam que a alta-costura, apesar de ter apenas cerca de 2 mil compradores em todo o mundo, mantém-se viva. 

Se há compradores, principalmente no Oriente Médio, logo logo veremos celebridades, muitas delas na plateia dos desfiles, exibindo as criações nos principais tapetes vermelhos do mundo. Elas, como as modelos, podem abusar das transparências e da pele à mostra, como se viu em muitos looks. Mas fica a dica para quem gosta de se inspirar nas passarelas: um forro e bom senso sempre são bem-vindos. Confira na galeria algumas criações mostradas em Paris.

Fonte: Ponto a Ponto Ideias Ponto a Ponto Ideias
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade