publicidade
17 de fevereiro de 2012 • 12h14 • atualizado às 14h59

Semana de moda de NY encerra com brasileiro na Calvin Klein

Cintos e acessórios de couro foram usados no desfile da
Foto: Getty Images
 
Maria Luiza Tayman
Direto de Nova York

A chuva incessante que caiu na tarde de quinta-feira (16) em Nova York, último dia de desfiles da cidade, não intimidou os convidados a compareceram ao desfile da coleção de inverno 2012 da Calvin Klein. O brasileiro Fancisco Costa adicionou volume e pregas na coleão de inverno 2012 da Calvin Klein apresentada hoje na semana da moda de Nova York nas cores cinza, preto e um vermelho alaranjado. "Estou me sentindo bem. A colecao é uma mistura interessante do espirito meio punk com a mulher urbana, bem arrojada e em formas também bem interessantes", confessou ao Terra.

Costa disse que adora trabalhar com formas e essa coleção foi um trabalho ainda maior porque mistura formas com tecido: "isso só foi possível através de tecidos muito especiais que a gente desenvolveu no Japão e na Itália."

Para desenvolver a nova linha, a grife usou várias camadas de aplicacões, de acabamentos diferentes e de cores, que foram fundamentais para equilibrar o preto e as cores fortes.

O diretor também aproveitou para falar sobre o Brasil. "Acho que a mulher brasileira vai adorar a coleçãoao porque tem uma sensualidade muito forte. A mulher urbana brasileira é uma mulher internacional. Mas a sensualidade da mulher brasileira nao existem em outro lugar", detalha.

Francisco afirmou que o fato de ser brasileiro influencia no processo de criação. "Sou muito ligado em arquitetura, me sinto completamente influenciado por Niemeyer, por suas formas bem femininas. O CK também me influencia. Meu trabalho é um processo de edição. Passo o tempo todo editando desenho, tecido e forma", conta.

O cabeleireiro Helio de Souza, que reside nos Estado Unidos ha 35 anos e possue um salão de beleza em Manhattan, é velho amigo do Francisco e aproveitou para contar ao Terra sobre o que achou da coleção: "o processo evolutivo do Francisco é fantástico e a gente percebe isso tambm pela resposta do puíblico."

O estilista Alexandre Herchcovitch, que assistiu ao desfile na fila A, diz que já tinha visto outros desfiles da CK e que sempre é convidado do Francisco. "Achei a coleção linda, um trabalho limpo que você consegue enxergar as formas. Bem bonito", contou.

Especial para Terra