0

Gisele Caroline Bündchen? Veja o nome real das tops

São 20 famosas que mudaram seus nomes para fazer sucesso nas passarelas

5 set 2014
13h26
atualizado às 14h44
  • separator
  • comentários

Não é só a roupa que expressa o que cada pessoa representa no mundo da moda. O nome também conta, e muito. Por isso, muitos estilistas e modelos mudam seus nomes de nascença para serem mais bem aceitos no universo fashion. Afinal, Zuzu Angel não seria a mesma se a conhecessem por Zuleika e Helô Pinheiro perderia o doce balanço a caminho do mar se todos a chamassem de Heloísa Eneida Menezes Paes Pinto Pinheiro, não é mesmo? Confira 20 personalidades que mudaram seus nomes para fazer sucesso nas passarelas.

Siga Terra Estilo no Twitter

Gisele Bündchen
Filha de Valdir Bündchen e Vânia Nonnenmacher, Gisele nasceu no interior do Rio Grande do Sul e foi batizada como Gisele Caroline Bündchen. Ainda bem! Se tivesse herdado o sobrenome da mãe, muito mestre de cerimônias por aí enrolaria a língua na hora de anunciar a top model mais bem paga do mundo...

Foto: Jamie Squire / Getty Images

foto: Jamie Squire/Getty Images

Erin Heatherton
Nasceu com o nome de Erin Heather Bubley, mas tirou o ‘Bubley’ – que mais lembra bolinhas de sabão, do inglês bubble – quando assinou contrato com a agência de modelos Marilyn, em 2006. Aí, foi só acrescentar um “ton” no sobrenome, para ter mais sonoridade, e voilà: nascia uma modelo!

Foto: Pascal Le Segretain / Getty Images

 

foto: Pascal Le Segretain/Getty Images

Suki Waterhouse
Seu nome original é Alice Suki Waterhouse, mas sempre foi chamada de Suki pelos familiares. "Meu namorado começou a me chamar Alice porque eu disse a ele que esse era o meu nome quando nos conhecemos. Era algo divertido, mas isso confunde as pessoas às vezes. De qualquer forma, é bom ter um nome mais tradicional como opção - posso ser tanto Alice quanto Suki ", disse a beldade em entrevista para a Into The Gloss.

Foto: Gareth Cattermole / Getty Images

foto: Gareth Cattermole/Getty Images

Coco Rocha
Seu nome verdadeiro é Mikhaila Rocha. “Não nasci com Coco, mas minha mãe me chamava de ‘Mon Petit Coco’ quando eu era pequena”, disse a modelo em 2008. Isso que é ter vocação para o sucesso: o nome artístico foi difundido desde o jardim da infância! Lembra Chanel, claro, mas não cheira muito bem em nosso português...

Foto: Bryan Bedder / Getty Images

foto: Bryan Bedder/Getty Images

Coco Chanel
Única estilista presente na lista das 100 pessoas mais importantes da história do século 20 da revista Time, Gabrielle Bonheur Chanel é filha da mãe solteira Eugénie Jeanne Devolle, uma lavadeira, e nasceu em um hospital de caridade dirigido pelas Irmãs da Providência em Saumur, na França. Seu pai, Albert Chanel, era um vendedor de rua, que comercializava roupas de trabalho e roupas íntimas em diferentes cidades enquanto a família ficava em alojamentos. No registro oficial, o nome de Chanel foi inscrito como “Chasnel" porque Devolle estava muito doente para comparecer ao registro e Albert estava viajando. Com os pais ausentes, o sobrenome do bebê foi digitado incorretamente, provavelmente devido a um erro nos documentos. Só depois de muitas reviravoltas em sua vida, ela entraria para os anais do mundo fashion como Coco Chanel. O Coco vem do nome de uma música que Mademoiselle cantava com freqüência nos bares onde trabalhava antes de virar a famosa estilista: “Qui qu'a vu Coco”.

Foto: Sasha / Getty Images

foto: Sasha/Getty Images

Aline Weber
Cleusa não tem nada de fashion? Aline Weber preferiu não arriscar e limou o primeiro nome. Deu certo. Dois meses depois de ser descoberta por um booker da Wired em São Paulo, a supermodelo brasileira embarcou para Nova York e desfilou para Marc Jacobs. 

Foto: Fernanda Calfat / Getty Images

foto: Fernanda Calfat/Getty Images

Adriana Lima
A soteropolitana Adriana Francesca Lima da Silva logo percebeu que precisaria encurtar o nome de nascença para ganhar mais “fluidez” nas passarelas. O resultado é a onipresença no ranking Forbes das modelos mais bem pagas do mundo e, claro, alguns muitos milhões de dólares que também desfilam com fluidez pela sua conta bancária.

Foto: Andreas Rentz / Getty Images

foto: Andreas Rentz/Getty Images

Veruschka
Foi batizada como Vera Gräfin von Lehndorff-Steinort! Precisa dizer mais alguma coisa? Bastou virar Veruschka, aos 25 anos, para mudar sua sorte. 

Foto: Dominik Bindl / Getty Images

foto: Dominik Bindl/Getty Images

Ralph Lauren
Nasceu Ralph Lifshitz. Mudou seu sobrenome para Lauren porque Lifshitz soa algo grosseiro – lembra o palavrão inglês “shit” – e seus primos o chamavam de Lawrence na infância. “Meu nome original tem a palavra ‘merda’ embutida”, confessou o estilista à apresentadora Oprah Winfrey. “Quando eu era criança, caçoavam de mim. Era um nome difícil. Por isso que eu decidi mudá-lo.”

Foto: Neilson Barnard / Getty Images

foto: Neilson Barnard/Getty Images

Caroline Trentini 
A supermodelo brasileira foi registrada como Caroline Aparecida Trentini. Mas, vamos e venhamos: ela não precisa do Aparecida para atrair o foco das lentes dos fotógrafos e chamar atenção nas passarelas...

Foto: Fernanda Calfat / Getty Images

foto: Fernanda Calfat/Getty Images

Luíza Brunet
No RG, ela era Luíza Botelho da Silva, filha de Luiz da Silva, um agricultor cearense de Sobral, e da costureira carioca Alzira Botelho. Nasceu numa casa humilde de madeira em Itaporã, no Mato Grosso do Sul, e foi a segunda de oito irmãos. Aos 12 anos, era babá. Depois virou empregada doméstica, empacotadora e vendedora. Até que, aos 16, casou-se com o engenheiro Gumercindo Brunet. Eles se separaram após seis anos, mas o sobrenome ficou de herança, para fazê-la brilhar até hoje no mundo da moda.

Foto: Buda Mendes / Getty Images

foto: Buda Mendes/Getty Images

Natasha Poly
Nasceu Natalya Sergeyevna Polevshchikova. É russo. Precisa explicar mais alguma coisa? 

Foto: Vittorio Zunino Celotto / Getty Images

foto: Vittorio Zunino Celotto/Getty Images

Luana Piovani
Era Luana Elídia Afonso Piovani quando começou sua vida profissional como modelo, em 1990, trabalhando para as agências Ford Models e Mega, mas logo tratou de abreviar o nome e, claro, tirar o “Elídia Afonso” da história de sua carreira.

Foto: Jason Kempin / Getty Images

foto: Jason Kempin/Getty Images

L'Wren Scott
Nasceu Laura Bambrough. Depois, incorporou o nome de seus pais adotivos e o apelido Luann que havia adquirido na infância. Pôs tudo no liquidificador e se transformou na glamorosa L'Wren Scott quando iniciou a carreira de modelo, aos 17 anos. A modelo e estilista, ex-namorada de Mick Jagger foi encontrada morta em março deste ano em Nova York. 

Foto: Michael Kovac / Getty Images

foto: Michael Kovac/Getty Images

Agyness Deyn
Seu nome original não tem nada a ver: é Laura Hollins. Mas a ex-modelo, que virou atriz e estilista, logo percebeu que não iria muito longe com um nome tão comum. Recorreu, então, à numerologia, adaptando o nome de sua avó, Agnes, e um velho apelido de família, Dean, até chegar a um sobrenome que tivesse o valor 21 e um G no meio, para garantir ganhos financeiros e emocionais. Deu certo.

Foto: Chris Jackson / Getty Images

foto: Chris Jackson/Getty Images

Elle Macpherson
Nasceu Eleanor Nancy Gow. O nome de carreira surgiu por acaso, quando cometeram um erro de grafia ao fazerem a matrícula em uma nova escola. Por engano, registraram-na com o sobrenome de seu padrasto, e ela nunca mais abriu mão dele. 

Foto: Stuart C. Wilson / Getty Images

foto: Stuart C. Wilson/Getty Images

Irina Shayk
A namorada de Cristiano Ronaldo foi batizada como Irina Valeryevna Shaykhlislamov. Não podemos culpar a Rússia, mas não tinha como não cortar fora dois terços do seu sobrenome e abreviá-lo para Shayk, não é mesmo?

Foto: Andreas Rentz / Getty Images

foto: Andreas Rentz/Getty Images

Twiggy
Nasceu Lesley Hornby, mas era tão magra que lhe deram o apelido de Twiggy – algo parecido com supermagro em inglês. Deu no que deu. 

Foto: Stuart C. Wilson / Getty Images

foto: Stuart C. Wilson/Getty Images

Michael Kors
Nasceu Karl Andersen Jr. Adotou o sobrenome atual quando sua mãe se casou com o segundo marido, Bill Kors. Na época, “Karl” tinha 5 anos de idade. Sua mãe, então, lhe permitiu escolher também um novo nome, e ele optou por Michael.

Foto: Dimitrios Kambouris / Getty Images

foto: Dimitrios Kambouris/Getty Images

Gabriella Wilde
Era Gabriella Zanna Vanessa Anstruther-Gough-Calthorpe. Ufa! Não é de se surpreender que Gabriella não achou seu sobrenome conveniente para uma carreira de sucesso como modelo e atriz. "É um nome escocês, muito longo e meio ridículo na vida moderna", disse ao The Daily Record. "Queria mudar meu nome, por razões óbvias, mas não conseguia pensar em outro. Aí o meu agente sugeriu Wilde, em alusão ao Oscar Wilde.”

Foto: Gareth Cattermole / Getty Images

foto: Garth Cattermole/Getty Images

Barriguinha: Veja pecados das famosas ao se vestir Barriguinha: Veja pecados das famosas ao se vestir

Fonte: Ponto a Ponto Ideias Ponto a Ponto Ideias

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade