1 evento ao vivo

O Rio é a janela do Brasil para o mundo, diz dono da Cia Marítima

19 mai 2012
12h51
Rosângela Espinossi

A Cia Marítima fará sua estreia no Fashion Rio, com a top Izabel Goulart na passarela, exclusivíssima para a grife, e mais um time de beldades, após anos desfilando as edições de verão na São Paulo Fashion Week. Guardando surpresas para apresentação, que acontece quarta-feira, dia 23, o proprietário da marca Benny Rosset, contou ao Terra, em entrevista por e-mail, que levará para sua moda praia o tema Hawaii. Rosset considera o Rio de Janeiro "uma janela do Brasil para o mundo" e apoia a ideia cogitada há algumas temporadas por Paulo Borges, diretor artístico do Fashion Rio, de transferir para a cidade as apresentações de moda praia. O grupo Rosset é proprietário também da Valisère e da outra marca de beachwear Água Doce, que tem Sabrina Sato como garota-propaganda. Confira a seguir trechos da entrevista.

Terra - Paulo Borges, diretor criativo do evento, tem a ideia de transferir para o Rio os desfiles de moda praia, com a mudança da Cia Marítima, você acha que isso está se concretizando?
Benny Rosset - Sempre apoiamos a ideia do Paulo Borges de concentrar as marcas de moda praia no Rio de Janeiro.

Terra - O que fez a Cia Marítima se apresentar no Rio de Janeiro só agora?
BR - A Cia Marítima está em uma nova fase, ainda mais próxima de suas clientes com a abertura de lojas próprias. Nossa mais recente inauguração foi no Rio de Janeiro. Portanto, neste momento da marca, participar do Fashion Rio é algo muito especial. Além disso, o evento coloca a cidade em destaque como um dos locais mais importantes da moda praia mundial.

Terra - Você acha que moda praia no Rio tem mais visibilidade no exterior?
BR - O Rio de Janeiro é a janela do Brasil para o mundo, mas a moda praia brasileira é respeitada como um todo.

Terra - Qual a diferença entre o público e o mercado do Rio e de São Paulo em relação a apresentação de desfiles nessas cidades?
BR - Não acredito que haja uma diferença quanto à apresentação dos desfiles. Se existe alguma diferença, ela se apresenta através de hábitos de consumo, naturalmente devido ao clima das cidades.

Terra - Como é o reconhecimento da Cia Marítima nos desfiles da Semana de Moda de Miami, voltado para o segmento praia?
BR - Desfilaremos em Miami novamente e temos uma ótima abertura no mercado externo. Nos Estados Unidos nossas peças podem ser encontradas em diversos pontos de venda, como nas lojas da Sacks.

Terra - São as mesmas peças mostradas no Brasil?
BR - Uma diferença é que as peças vendidas no exterior ganham uma pequena alteração na modelagem para agradar ao público destes países.

Terra - O que a mulher estrangeira prefere na hora de comprar moda praia e o que difere da brasileira?
BR - Existe uma diferença nas escolhas dos tamanhos, principalmente dos bottons (parte de baixo). A mulher americana e a europeia preferem um pouco maior, mas esse comportamento está mudando e a modelagem Brasil tem feito muito sucesso lá fora.

Terra - Qual o tema para o verão 2013 e como será mostrado nas passarelas?
BR - Este ano a inspiração veio do Hawaii. O desfile ainda é segredo, mas pode aguardar por boas surpresas.

Terra - Em que a mulher erra ao comprar uma peça de moda praia?
BR - O erro pode estar na compra de um modelo que não seja ideal para o seu corpo e que não proporcione o conforto desejado para esse momento gostoso de curtir o sol.

O proprietário da Cia Marítima Benny Rosset acredita que Rio de Janeiro é a janela do Brasil para o mundo, mas a moda praia brasileira é respeitada como um todo
O proprietário da Cia Marítima Benny Rosset acredita que Rio de Janeiro é a janela do Brasil para o mundo, mas a moda praia brasileira é respeitada como um todo
Foto: Getty Images
Fonte: Ponto a Ponto Ideias Ponto a Ponto Ideias
publicidade