Famosos no Fashion Rio

publicidade
23 de maio de 2012 • 01h58 • atualizado às 02h23

Maiôs cavados e decotes marcam 1º dia de Fashion Rio

Primeiro dia de desfiles do Fashion Rio mostrou muita pele de fora
Foto: Roberto Filho / AgNews
Tatiana Sisti
Rosângela Espinossi
Marina Novaes
Direto do Rio de Janeiro

Mantendo o esperado para coleções de verão, o primeiro dia do Fashion Rio, nesta terça-feira (22), no Jockey Club (Rio), foi marcado por muita pele à mostra. Desde os maiôs cavados, biquínis pequenos e asa-deltas apresentados pela Blue Man até os generosos decotes da Patachou e transparências da Sacada, a ousadia esteve presente em quase todos os desfiles. Até mesmo a Oh Boy, que tinha como referência a aparente recatada moda japonesa, conseguiu trazer sensualidade para seus looks. Elemento igualmente dominante foi o dourado, que, seja em detalhes ou acessórios, apareceu na maioria das coleções.

Responsável pelo início da temporada de moda verão 2013 do Fashion Rio, a Blue Man apresentou uma coleção em homenagem aos seus 40 anos. Trazendo rostos famosos estampados em camisas, a marca apostou no colorido e fez ressurgir o biquíni asa-delta. Passando por inspirações das décadas de 1970 e 1980, biquínis e maiôs traziam cavas nos seis e glúteos. Entre os acessórios, as viseiras coloridas e transparentes unidas às mochilas e bolsas metalizadas deram um toque especial aos looks mais básicos.

As referências japonesas do desfile da Oh, Boy! ultrapassaram os arranjos de cabelo, feitos com os tradicionais palitos, e os brincos, que imitavam origamis, usados pelas modelos. A inspiração asiática se mostrou nas jaquetas esportivas, que lembravam um quimono, e nos cortes retos em golas, barras e mangas de vestidos. Novata no evento, a marca buscou mostrar a feminilidade nos vestidos evasê e conjuntinhos.

Apostando essencialmente no dourado e suas variações, com aparições pontuais de um mix de pink com laranja e azul e candy colors, a Sacada foi a terceira a mostrar suas novidades para o verão de 2013. A exuberância trazida nos diversos lustres de cristais combinou com as peças feitas totalmente de franjas de pedras, que combinadas à música que rodava na passarela, acabaram tornando o look barulhento.

Do ar, inspiração do desfile de inverno 2012, a New Order passou para o mar, apostando no náutico para o verão do ano que vem. Voltada para as mulheres que apreciam a descrição, a marca manteve a linha característica: leve e com um conceito adaptável para o dia a dia. Sobre os acessórios, ponto alto do desfile, além das bolsas, pode-se ressaltar a passagem das toucas e os gorros na cabeça. E, novamente, dourado apareceu, em suas diversas tonalidades.

Os jardins de Monet e os movimentos impressionistas foram representados nos tecidos nobres trazidos pela Patachou. A cartela de cores escolhida priorizou o frescor, com tons da natureza, passando pelos mais açucarados. Do verde, pêssego e off-white misturados com tons fortes, a marca quebrou discretamente o tom delicado da linha. Entre seda, cetim, crepe, georgete e tule, coleção mostrou que pode chegar atingir a mulher no dia a dia.

Fechando a primeira noite, a Alessa comemorou 10 anos de vida reverenciando as festas populares. Entre laços, fitas e bordados, e ao som de um mix músicas do Roberto Carlos, a marca trouxe uma coleção com a cara do Brasil. As peças - macacões, vestidos longos, maxi jaquetas e saias - foram combinadas com peças de "lingerie" como tops e hot pants. A alfaiataria foi usada em casaquinhos curtos, blazers e conjuntinhos de mesma estampa. A feminilidade ficou por conta dos babadinhos, presentes no look completo ou só nas barras.

Dicas de famosos
No ambiente em que a beleza é crucial, não faltaram dicas e sugestões de famosos. Pouco antes de desfilar pela Blue Man, a modelo Emanuela de Paula, 23 anos, relacionou o corpo definido à corrida que ela faz de quatro a cinco vezes por semana. Já a cantora Gaby Amarantos, conhecida pelos looks extravagantes, falou sobre como incorporar o estilo tecnobrega. "Tem que ter muito brilho, essa regra é essencial. Brilho nas roupas, nos acessórios, na maquiagem", disse ela. Enquanto algumas pontuaram o que fazer, a apresentada Diana Bouth se deteve no que deve ser evitado. "No Rio, tem muita mulher que usa maquiagem, muita argola para ir à praia. Canso de ver gente que faz até chapinha para ficar na areia. Não dá. 'Nêga', vai mergulhar, vai ser feliz na praia, esquece desse visual", brincou ela. Marcelo D2, Giulia Gam, a ex-BBB Laisa, Renata Ceribelli, Toni Garrido, Débora Lamm, Mariana Rios e Isabelle Drummond também estiveram presentes.

Racismo e passarela
O primeiro dia da semana de moda carioca também foi marcado por citações contra o preconceito racial nas passarelas. Cerca de 20 pessoas, entre performances e frases de efeito, fizeram uma manifestação cobrando mais participação de modelos negros nos desfile. "As semanas de moda precisam se conscientizar que nós somos 51% da população brasileira, portanto, deveríamos ter, no mínimo, 20% de modelos negros desfilando. E o que tem não chega nem perto disso", disse Frei David, diretor executivo da Educafro. Motivado pela ação do grupo, o cantor Toni Garrido disse que, se as marcas apostassem na diversidade, atrairiam mais consumidores negros, cujo potencial de consumo é enorme.

Terra