Bastidores

publicidade
19 de abril de 2013 • 10h34 • atualizado às 12h23

Erick Silva e Feijão, do UFC, vão pela primeira vez ao Fashion Rio

A convite do 'Terra', lutadores de MMA mergulham num mundo bem distante dos octógonos

  • André Naddeo
    Direto do Rio de Janeiro
 

A ideia era criar um contraste. No antro de corpos esguios do Fashion Rio, onde massa muscular é exatamente o antônimo do que se procura nas passarelas, o show de cores e estilos, em muitos casos duvidosos, também vira o oposto de quem chega ao evento com a orelha inchada após um longo dia de treinamento. Dentro da concepção da pauta da reportagem, que personagens se enquadrariam melhor neste esquema do que os lutadores das artes marciais mistas (MMA) do Ultimate Fight Championship (UFC)?

O Terra convidou para o Fashion Rio Verão 2014 quase 200 kgs de puro músculo. Erick Silva, lutador do meio-médios, e Rafael Feijão, estreando no UFC no próximo mês de junho pelos meio-pesados, aceitaram o desafio de vivenciar por um dia o mundo das tendências da elite, do luxo, de algumas frescuras, é bem verdade, e assistiram pela primeira vez um desfile. De mulheres de biquíni. Na primeira fila. Abaixo, o passo a passo desta verdadeira aventura.

A chegada
É longe daqui?”, pergunta Erick Silva, após sair do táxi, exalando perfume, camisa preta, no maior estilo. “Pertinho, mas tenho que tirar foto de vocês no carrinho de golfe”, responde a reportagem. “Quanto glamour”, brinca Rafael Feijão. Percurso rápido e eles já estão no setor de credenciamento. “Esse negócio aqui vai imprimir minha foto no cartão agora mesmo?”, pergunta, impressionado, o meio-médio. “Isso mesmo”, diz a simpática atendente.

Eles posam para fotos com o logo gigante do Fashion Rio, na entrada e, obviamente, chamam a atenção dos fotógrafos das diversas agências in loco, antes de entrar, literalmente, no mundo da moda para as primeiras impressões. “O jeito de andar da galera aqui é diferente”, diz Silva. “Olha aquela calça de zebra ali, meu amigo”, surpreende-se Feijão.

Outra surpresa para a dupla é a sala de imprensa do evento: “bem organizado isso aqui, hein”, completa o lutador dos meio-pesados. “Você já está mandando todas estas fotos agora?”, pergunta um curioso Erick Silva ao fotógrafo Bruno Santos, do Terra, que mal consegue responder diante do frenesi do envio rápido de imagens. Quase em tempo real.

O lanche servido aos jornalistas serve de alento após um dia de intenso treinamento. Ambos seguem a dieta de manutenção do peso – Erick Silva mantém a faixa dos 84 kgs, enquanto Rafael Feijão segue firme na casa dos 100 kgs. “É mais difícil de manter, mas fica mais tranquilo do que você ter que perder muito (peso) uma semana antes da luta, e a gente pode se dar ao luxo de fazer um lanchinho”, explica Feijão, com um café na mão e um sanduíche na outra. Ambos têm combate marcado para junho, em Fortaleza, pelo UFC – será a estreia do meio-pesado na franquia de MMA mais famosa do mundo.

Mordomia relaxante
Espalhadas pelo mundo da moda, as pequenas poltronas de massagem são um alento para quem está cansado de uma cobertura intensa. E também para quem treinou arduamente e cruzou a cidade do Rio de Janeiro para atender ao convite da reportagem. Creme nas costas, massagem na cabeça e o sono quase os abateu.

Foto: Daniel Ramalho / Terra

"Mais uns dois minutos e eu pulo aí e durmo”, confessa Feijão, apontando para a cama em frente. “Cuidado para não desmanchar meu cabelo”, brinca Erick com a massagista, meio sério e preocupado com o gel no cabelo, é bem verdade. “Depois de um dia de treinos, nada mal”, completa. Os dois ganham kits de hidratantes da marca famosa de perfume nacional que patrocina o estande e outros mimos. Já se sentem mais tranquilos. Nem estranham o fato de um cara de saia, cabelo de fazer inveja a Jesus Cristo e brincos enormes estar dando entrevista bem ao lado de dois brutamontes do MMA.

"Acho que é da personalidade da pessoa. Nada do que ele colocar aqui dentro vai parecer estranho”, diz Silva, seguro. “É o estilo de vida do cara. Ele que sabe as tendências dele”, complementa Feijão. Falando em estilo, aliás, qual seria, então, a moda UFC, já que estamos dentro do maior evento do segmento?

"Somos da turma da bermuda, camiseta e pronto, mas quando estamos treinando usamos tudo que uma tecnologia de alta performance pode nos dar, seja o tênis, ou mesmo um equipamento”, explica o meio-pesado. “Quando a galera está começando no mundo da luta, é normal você ver o cara no estilo ‘fight wear’, que são aquelas regatas apertadas, com MMA, ou UFC estampado no peito”, reforça o meio-médio.

Primeira fila e biquínis
“Quanto tempo demora?”, questiona Erick. “Uns cinco, dez minutos no máximo”, responde a reportagem. Ambos estão sentados na primeira fila, em lugar privilegiado cedido pela produção da Salinas, o próximo desfile da sala 2 do Fashion Rio. A moda praia vai proporcioná-los a experiência de ver, ao vivo e a cores, beldades esguias de biquíni e maiô.

Com o alvoroço costumeiro por um lugar privilegiado, os dois se espremem na arquibancada estofada na pura síntese do contraste procurado: as críticas de moda ao lado, com o bloquinho na mão, parecem não entender o que os dois fazem ali.

Quando as luzes se apagam e a produção do desfile tira o pano preto que apresenta a passarela decorada em ‘petit-pois’, as bolinhas em preto e branco, Erick toma um susto: “rapaz, pensei que fosse decoração esse pano, por que eles estão tirando?”. Feijão, por sua vez, parece mais concentrado em... não deixar o queixo cair quando a primeira modelo, barriguinha firme, alta, passa bem a sua frente. “Não vai colocar isso aí, hein”, adverte Feijão. A reportagem resolve correr o (enorme) risco. “Dá para você perceber as que malham e as que não. Olha aquela ali, por exemplo, é ‘rata’ de academia”, aponta Erick Silva para a loira de biquíni, e pernas mais saradas que as colegas.

Quando todas entram juntas antes da estilista receber palmas, como é de costume, Feijão pergunta se “é isso, acabou?”. Os dois saem e tiram as conclusões finais da aventura atípica. “Gostei das novas tendências”, brinca o sorridente Feijão. “É tudo bem organizado, foi uma experiência legal e acho que as modelos foram bem escolhidas”, completa. Erick dá a sua deixa: “nunca tinha vindo num evento desse e gostei da cobertura. Acho que num desfile de roupas mesmo deve ser algo mais exótico, mas acho que tudo aqui, de uma forma geral, é exótico, não é?”, indaga na conclusão. Sem dúvida alguma. 

Fashion Rio Verão 2014
O Terra, a maior empresa latino-americana de mídia digital, transmite ao vivo os desfiles de verão 2014 do Fashion Rio, com exclusividade para web, inclusive para tablets, smartphones e TVs conectadas. Entre os dias 15 e 19, os desfiles serão transmitidos direto da Marina da Glória, na capital fluminense, pela parceria entre o Terra e FFW. Além das transmissões ao vivo, o Terra terá os blogs da apresentadora de TV Isabella Fiorentino e da jornalista de moda Rosângela Espinossi. 

Nesta temporada de verão, o Fashion Rio conta com os desfiles de 25 grifes, entre elas Blue Man, TNG e Herchcovitch. Esta edição do evento marca de forma definitiva a mudança no calendário da moda brasileira.

<a data-cke-saved-href="http://moda.terra.com.br/infograficos/fashion-rio-inverno-2014-zoom/iframe.htm" href="http://moda.terra.com.br/infograficos/fashion-rio-inverno-2014-zoom/iframe.htm">veja o infográfico</a>
Terra Terra