Moda

publicidade
03 de julho de 2012 • 21h11

Chanel abre o 3º dia de desfiles da semana de moda de Paris

Alexandre Vauthier foi a penultima grife a desfilar. Levou à passarela tons de dourado em looks inteiros e acessórios
Foto: Getty Images

O terceiro dia (3) da semana de moda de alta-costura de Paris começou com a apresentação da Chanel, de Karl Lagerfeld, uma das mais aguardadas das temporadas de moda. Os famosos conjuntinhos e casacos de tweed se destacaram ao lado de vestidos acinturados e muitos detalhes em plumagem delicada, bordados e acabamentos em tule. Nesta edição, os tecidos metalizados também tiveram vez.

A segunda grife a colocar nas passarelas sua coleção foi a Stéphane Rolland. O desfile aconteceu no Palais de Chaillot, próximo à Torre Eiffel, onde funciona um museu de arquitetura. A marca apresentou vestidos longos cheios de movimento. Plumas, fendas e tecidos leves deram versatilidade às peças. Muitos dos looks foram finalizados com cintos que marcavam a silhueta e luvas. A beleza foi finalizada com olhos marcados em marrom e boca nude.

Gustavo Lins, o único brasileiro a desfilar na semana de moda de alta-costura de Paris, foi a terceira grife a se apresentar. Com peças muito fluidas e outras pesadas, o estilista criou uma coleção inspirada no futebol brasileiro, que segundo ele, é uma forma de expressão artística. Tons de verde, amarelo, azul e preto dominaram o desfile. Os looks foram finalizados por maxicolares e maxipulseiras feitas em porcelana, para representar a tradição francesa.

A Giorgio Armani  Privé foi a quarta grife a desfilar neste terceiro dia da temporada de alta-costura francesa. Pantalonas e camisas amplas dividiram espaço com vestidos longos e clássicos. Muitas peças tinham suaves aplicações em paetês e canutilhos, que davam brilho discreto aos looks. A transparência também foi um item que pôde ser visto em diversas combinações. A maioria das modelos levavam na cabeça detalhes como telas, chapéus ou enfeites, cuidadosamente posicionados.

No desfile de Alexandre Vauthier, a passarela foi iluminada por tons de dourado. A cor predominante foi o branco, o nude, o off-white e os acessórios cor de ouro apareceram acompanhando a maioria das peças e até mesmo em looks inteiros. Correntes e sapatos metálicos deram charme especial às produções, compostas por conjuntos de saia e blazers com peplum e ousados decotes.

O penúltimo dia de desfiles foi finalizado por Julien Fournie. Vestidos acinturados com amplas saias puderam ser vistos na passarela, tanto os longos, como os em corte mullet. Fendas profundas e decotes arredondados deram ousadia às peças. Ainda, alguns looks compostos por terninhos com blazers coloridos deram um ar mais esportivo ao desfile.

Terra