inclusão de arquivo javascript

Clô Orozco: emoções a portas fechadas | Blog da Rosângela Espinossi
Clô Orozco: emoções a portas fechadas | Blog da Rosângela Espinossi

Blog da Rosângela Espinossi

Clô Orozco: emoções a portas fechadas

0 Comentário

"À porta fechada". A tradução em português da expressão francesa Huis Clos, nome de uma peça de Jean Paul Sartre e de uma das marcas mais chiques e ao mesmo tempo casuais do Brasil, pode exprimir o que se passava na vida da estilista Clô Orozco. Nunca se sabe o que se passa na mente e na vida particular de cada um.

Que a moda brasileira não está fácil, ninguém duvida. Não fosse assim, as grifes não teriam de voltar tanto seu foco para o lado comercial, mesmo nos desfiles, que muitas vezes pedem mais ideias conceituais. Unir os dois lados é sempre muito bom.

Sempre atenciosa, simpática e prestativa com a imprensa, Clô não resistiu à pressão de ver sua marca, fundada em 1977, começar a sucumbir aos sabores do mercado. E isso acontece justamente entre as semanas de moda de São Paulo, que terminou no último dia 22, e Rio de Janeiro, que começa dia 15 de abril. Nesse hiato de tempo, como nunca houve até agora,  para reacomodação do calendário brasileiro, o mundo fashion é surpreendido com essa notícia chocante.

Chocante, sim, mas que sirva de reflexão sobre como as mentes e as almas sensíveis estão preparadas, ou não,  para enfrentar momentos em que a razão deve imperar. Vai Clô Orozco e sua moda refinada, chique e absolutamente usável, mas que não aguentou as demandas do mercado brasileiro.

O mundo fashion está de luto. Que a morte de Clô Orozco não seja em vão.

Rosângela Espinossi Rosângela Espinossi

Rosângela Espinossi

Jornalista, atua há 25 anos na área feminina, com ênfase em moda, cobrindo semanas de moda nacionais e internacionais. Atualmente comanda a agência de conteúdo Ponto a Ponto Ideias.



compartilhe e assine o blog




Sorry, your browser does not handle frames!<a href="http://www.terra.com.br/"> terra </a>

 
 
Leia também X Sobrancelhas em alta: maquiador dá 7 dicas para valorizar os fios